bannerAscom
«Voltar

ATENÇÃO ao Maio Amarelo

Atender ao celular ao volante, ou ainda responder uma mensagem rápida no WhatsApp, dirigir sem o cinto de segurança, inclusive em trajetos curtos, conduzir um veículo após ingerir bebida alcoólica. Todas estas ações são consideradas de risco, mas, ainda assim, praticá-las ou não é uma escolha do motorista.
 
É exatamente para influenciar à escolha certa que o Maio Amarelo existe. Com o tema #MinhaEscolhaFazADiferença, a campanha da fita amarela tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.
 
No ano passado, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 42.501 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito no Brasil. Mais de 600 mil tiveram ferimentos graves. As três maiores causas são ingestão de bebida alcoólica, excesso de velocidade e ultrapassagem indevida.
 
Na Bahia, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou que, nas estaduais, de 2014 a 2016, a maior causa de acidentes nas rodovias foi a imprudência, o que corresponde a 80,3% dos casos. O embaixador do Maio Amarelo na Bahia, Bruno Sobral, explica que "respeitar mais as pessoas, respeitar mais as regras de trânsito, muda o hábito da pessoa. Então se ela começar a mudar pelo menos um comportamento errado no trânsito, automaticamente você vai começar a corrigir outras atitudes erradas".
 
Para não fazer parte das estatísticas, o farmacêutico Luiz Ramos levou o Maio Amarelo para o ano inteiro. "Faço minha parte não só colando adesivo no carro ou levando a fita amarela no peito, mas procuro ser um exemplo de motorista para meu filho". Luiz quase perde o filho Henrique, de 19 anos, quando bateu o carro ao olhar uma mensagem do WhatsApp.
 
Ações
 
As ações do Maio Amarelo acontecem em todo o Brasil e envolvem os mais diversos segmentos - órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada- para promover atividades voltadas à conscientização, debatendo responsabilidades e a avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.
 
O coordenador de Segurança e Educação para o Trânsito, Carlos Moura, ressalta a importância das ações na Bahia. "Vamos mobilizar os servidores para se dedicarem a reproduzir conteúdos sobre a consciência entre condutores e pedestres. A população precisa ser estimulada a fazer boas escolhas para salvar vidas". A programação para a capital é extensa. Nos próximos dias 18, 19, 22 e 24, haverá palestras voltadas para os filhos de motoristas de ônibus do Consórcio Integra Salvador Norte. A iniciativa busca envolver ainda mais o profissional, ao estimular o trânsito seguro. Os motoristas que atuam nas prefeituras-bairro também participarão de palestra da Transalvador, marcada para as 14h do próximo dia 26. Todos receberão orientações de conduta adequada no trânsito.
 
A Transalvador realizará também um passeio ciclístico com apoio da Empresa Salvador Turismo (Saltur). Asaída será da sede da Transalvador, nos Barris, às 8h do dia 28 de maio, com destino ao Farol da Barra e retorno à Transalvador ao meio-dia.
 
Até o dia 30 de maio serão realizados arrastões amarelos, onde será distribuído material informativo e exibidas faixas com mensagens de conscientização nos semáforos da cidade, com dicas e orientações alertando os condutores, motociclistas e ciclistas. As ações passarão por diversos bairros, entre eles Paripe (dia 22), Comércio (24), Estação da Lapa (25), Itapuã (26), Barra (28) e Avenida Sete (29).
 
Durante o mês de maio serão promovidas cursos, seminários e palestras em escolas municipais e estaduais, buscando esclarecer aos jovens os perigos de dirigir sem segurança.
 
A cor amarela foi escolhida por simbolizar atenção, em referência à sinalização de advertência no trânsito. Já o mês foi escolhido por ter uma ligação com a história de segurança no trânsito - foi em maio de 2011 que a ONU decretou a 'Década de Ações para a Segurança no Trânsito'. Uma das metas é reduzir pela metade os acidentes de trânsito.
 
Fonte: Jornal A TARDE