bannerAscom
«Voltar

Detrans debatem 20 anos do Código de Trânsito Brasileiro e pedem avanços

Para contribuir no debate sobre os 20 anos do Código de Trânsito Brasileiro ( CTB), o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) participa, em Brasília, do 57° Encontro da Associação Nacional dos Detrans (AND). O evento foi aberto nesta quarta-feira (12), no Brasil 21 Convention, com a presença de representantes do Ministério dos Transportes, da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).
 
Os debatedores foram unânimes em afirmar que o CTB é uma das melhores legislações do mundo, na área de trânsito, mas criticaram a falta de punições mais rigorosas para os condutores infratores. "O nosso código é muito avançado. Temos leis que não existem em vários países desenvolvidos. O problema é a falta da aplicação da lei, principalmente nos eixos educação e fiscalização. Precisamos colocar o código em prática para punir os infratores", cobrou o presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), José Aurélio Ramalho.
 
O diretor-geral do Detran-BA, Lúcio Gomes, defendeu que o alcance social da legislação seja ampliado. "Precisamos criar um mecanismo que garanta recursos para o acolhimento de vítimas de acidentes, com o objetivo de desafogar os leitos dos hospitais. Outra medida importante seria incluir a disciplina educação para o trânsito no ensinos fundamental e médio. O código é bom, mas precisa avançar para garantir a segurança no tráfego, com viés social".  
 
O encontro da AND segue até quinta-feira (13), com a troca de experiências sobre as operações da Lei Seca realizadas pelos Detrans e os reflexos na redução no número de acidentes de trânsito.