Dicas para evitar aquaplanagem em dias de chuva

Data
Termos
Aquaplanagem

No período de chuva, um dos maiores cuidados que o motorista deve ter é com a aquaplanagem. O deslizamento do carro sobre a camada de água, normalmente ocasionado pelo desgaste e perda de tração dos pneus, pode alterar a trajetória do carro e até causar um acidente.

Uma das principais regras para evitar esse tipo de transtorno é ter atenção redobrada com os pneus e nunca rodar com eles carecas. São os sulcos dos pneus que são responsáveis pela drenagem da água no asfalto. A profundidade mínima dos sulcos não deve ultrapassar a indicação TWI (Tread Wear Indicators), que são ressaltos da borracha. Isso garante a aderência dos pneus no asfalto e a segurança do motorista e passageiros. Frisar os pneus, técnica conhecida como ressulcagem, não é recomendável. 

Manter os pneus com a pressão indicada pelo fabricante do veículo, ter os quatro pneus com a mesma medida e desenho, fazer o rodízio a cada 8 mil quilômetros e procurar trocar os quatro pneus juntos são outras dicas para conduzir um carro com segurança sob chuva.

Velocidade

Mas os motoristas não devem tomar cuidado apenas com a conservação dos pneus em dias chuvosos. É importante não trafegar acima de 80 quilômetros por hora. Ao dirigir nessas condições, olhe pelo retrovisor e observe se consegue ver as marcas dos seus pneus na estrada. Caso não consiga vê-las, cuidado, pois o risco de aquaplanagem é maior.

Se a aquaplanagem for inevitável, retire imediatamente o pé do acelerador, não pise bruscamente no pedal do freio e segure firme no volante para manter as rodas retas. Quando os pneus retomarem o contato com o solo, gire levemente a direção de um lado para o outro, para sentir que o veículo recuperou a aderência. Caso o carro possua freios ABS (que não deixa travar as rodas), aplique a força no pedal do freio, mantendo-o pressionado até o o controle total do veículo.